7 de jul de 2015

Por que jogar: DEMON'S SOULS

se fudemo

Conhecido por ser o primeiro jogo da série Souls - que teve seu auge de popularidade com sua sequencia Dark Souls - este clássico do PS3 muitas vezes fica de lado. Será que estamos perdendo muita coisa ao deixar de lado este clássico de 2009?

Por que jogar Demon's Souls?

Porque, ao contrário dos jogos de hoje que prometem uma experiência imersiva, mas nunca entregam o que prometem, Demon's Souls lhe fornece a tão prometida experiência: não parece que você está numa situação ruim: você está na merda de verdade. Armaduras lhe protegem até certo ponto, checkpoints são escassos, você não é um ninja, muito pelo contrário e o perigo está por toda parte. Os desenvolvedores da From Sofware compreendem que na maioria das vezes, dificuldade = imersão - mate um dragão em Skyrim e me diga: foi difícil? Não. A tarefa de matar um ser colossal cuspidor de fogo não me pareceria nada fácil na vida real se você me perguntasse, mas aparentemente o é no jogo da Bethesda. A experiência fica vazia de sentido: eu não matei um dragão, ele deixou ser morto no jogo para não me frustrar como jogador. Mas isso não acontece em Demon's Souls (e na série Souls em geral): o jogo te coloca em uma situação onde a morte é iminente de fato e suas decisões importam. O jogo não é uma experiência para masoquistas como muitos por aí gostam de falar - mas uma para quem gosta de se sentir em perigo de fato - tudo é letal em DeS: inimigos mais fracos podem de encurralar, o chão termina de repente em uma queda fatal, monstros possuem habilidades relevantes e dragões podem te matar com uma baforada. É recomendado cautela e no momento em que sua confiança sobe demais é o momento onde você morre e a atmosfera lhe passa isso. O que é outro ponto positivo do jogo: quase não há diálogo, o sentimento de perigo e desolação é passado totalmente pelos visuais, jogabilidade, efeitos sonoros e ausência de trilha sonora. Não há babá em Demon's Souls por isso ele é um jogo de verdade: errou, é punido - perdeu? Comece novamente. Muitos jogos por aí não são jogos de fato, não se iluda - são brinquedos de parque de diversão.

Se você quer desafio e está cansado de jogos que te pegam pela mão, comece pelo clássico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário