3 de ago de 2015

Carteadores Recomenda: O Stormwatch que vale!!

Nos anos 90, Warren Ellis e Bryan Hitch criaram o grupo de heróis do Authority.

Não conhece o Authority?  Então vai embora do América!

 Com roteiros tão controversos quanto divertidos de Ellis e o traço estupidamente foda de Hitch, o grupo caiu nas graças do público rapidamente pelas cenas de violência e tramas cheias criticas ácidas e humor negro.  O grupo é formado pelos antigos membros da força tarefa super-humana patrocinada pela ONU, em histórias que finalmente a Panini resolveu de publicar, o Stormwatch.


Compre ou alugue: Vá ler esta porra e ser feliz!

O titulo é uma boa pedida para quem quer ler coisa nova (nova aqui) e divertida. O Stormwatch foi criado por Jim Lee para o selo Wildstorm e lançado originalmente pela Image, mas foi nas mãos de Ellis e do competente Tom Raney, a partir da edição 37, que  as coisas começaram a ficar interessantes. Warren plantou no titulo a semente do que viria a ser o Authority: criticas ao governo não só EUA, mas também as sujeiras que os governos do mundo escondem das pessoas. O policiamento global do mundo fica mais intenso, pesado e não poupa ninguém: a ordem do dia é consertar o mundo... na porrada se for preciso.

Logo no inicio a equipe ganha membros novos, entre eles a bebê do século Jenny Sparks e o "Tarzan" das cidades Jack Hawksmoor, e a equipe se torna mais tática. O primeiro volume mostra a ação do time em ocorrências nos EUA, Japão e Rússia.  

Também é muito bom poder ver elementos que melhoram o entendimento de outra série de Warren Ellis, Planetary. O pequeno Ellisverso consegue ser muito mais rico e interessante que muita coisa já feita por aí e essa fase do Stormwatch é muito bem vinda. 

Já tava na hora.

Já vi essa capa em algum lugar...

Resumindo, vale cada centavo. É maneiro pra cacete, sério. Comprem agora e em seguida esperem o lançamento dos encadernados do Authority, que devem sair logo em seguida.  

A Panini, que faz merda pra caralho, acertou dessa vez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário